EM BUSCA DE DEFINIÇÃO DE REVISTA DIGITAL

POR ADRIANO RODRIGUES

Definir revista digital não é tarefa simples e não tem definição única e precisa. Em busca por uma definição do termo, Souza apresenta a teoria de vários autores, mas a que mais se aproxima de uma definição interessante, para nós, é a que foi apresentada por Horie e Pluvinage, embora não seja completa, pois os autores contemplam apenas o uso de tablet como suporte de revista e, hoje, vemos revistas digitais depositadas também em computadores e smartphones:

Com uma definição mais focada no conteúdo e sua adequação ao meio, Horie e Pluvinage (2011) definem a revista digital como uma “publicação periódica formatada para leitura em tablets e outros dispositivos móveis”. […]

Para eles, a RD não pode ser um PDF estático, tem que estar adequada à linguagem. Essa adequação se dá quando a publicação segue as características oriundas das revistas, do meio digital e dos tablets. Os autores consideram elementos vindos das revistas: a periodicidade, segmentação, portabilidade e identidade gráfica; já os elementos vindos do meio digital seriam para Horie e Pluvinage leitura multimídia, interatividade e o hipertexto; e, finalmente, como elementos das RD para tablets: orientação dupla e profundidade.

As revistas digitais já tiveram versões em CD-Rom, pois este tipo de suporte físico pode incorporar textos, imagens, vídeos, sons etc. Hoje, as revistas estão depositadas em ambiente digital e muitas publicações estão depositadas não apenas em tablets, mas em ambientes multiplataforma. Para exemplificarmos esta afirmação, podemos ver a revista de tecnologia da Editora AbrilRevista Info, que hoje é uma revista multiplataforma.

Revista Digital Info. Versão computador

Em dezembro de 2014, a Editora Abril decidiu interromper a edição impressa da Revista Info e, em fevereiro de 2015, a revista ganhou sua versão para computador, além das já consagradas versões em tablets e smartphones. A atitude adotada pela Editora Abril pode ser uma experimentação, talvez radical, mas acreditamos que a revista depositada também em computador será necessária, pois além de ser mais uma opção de leitura, ajuda na divulgação e comercialização da revista.

Vale a pena ressaltar aqui parte das afirmações apresentadas por Horie e Pluvinage. Os autores afirmam que a revista em formato PDF, sem nenhuma interatividade, não pode ser considerada revista, pois além de não estarem adequadas à linguagem digital, ela é apenas um arquivo digital. Para ser considerada revista digital é preciso contemplar as características do meio revista e conter elementos da tecnologia digital como: interatividade, adequação aos vários formatos e dispositivos, hiperlinks, adequação do projeto gráfico do impresso para o digital, planejamento de navegação etc.

Rolar para cima